Datafolha: Lula cresce e lidera primeiro e segundo turnos

Em todos os cenários testados pelo instituto, o ex-presidente tem considerável vantagem sobre seus possíveis adversários numa disputa presidencial

A preferência do eleitorado brasileiro pelo ex-presidente Lula não para de crescer! Em pesquisa Datafolha publicada neste domingo (1º), e cuja prévia fora divulgada no sábado (30), Lula tem ao menos 35% das intenções de voto nos cenários testados.

Mesmo após a condenação injusta pelo juiz Sergio Moro, Lula se mostra uma força política importante, cuja integridade e inocência a população conhece e em que confia.

Lula cresceu 5 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior, divulgada em junho, na pesquisa estimulada, em que são mostrados cartões com os nomes dos candidatos. Paralelamente, as menções espontâneas cresceram de 15% para 18% desde o último levantamento.

No primeiro turno, Lula tem o dobro das intenções de voto do segundo colocado no levantamento, Jair Bolsonaro(PSC), que está empatado com a ex-senadora Marina Silva (Rede), com entre 16% e 17% e entre 13% e 14%, respectivamente.

Entre os tucanos, o governador paulista, Geraldo Alckmin, e o prefeito de São Paulo, João Doria, alcançam apenas 8%. Num cenário em que ambos concorram por partidos diferentes, ficam empatados.

Liderança também no segundo turno

A um ano das eleições de 2018, Lula vence também todos os possíveis adversários em caso de segundo turno.

No levantamento anterior, o ex-presidente aparecia em empate técnico se fosse ao segundo turno com Marina Silva (Rede). Nos últimos três meses, contudo, ampliou a liderança e apresenta, nas palavras da própria “Folha de S.Paulo”, “vantagem significativa sobre os principais adversários”.

Em possível segundo turno com Alckmin, Lula venceria por 46 a 32. Contra Doria, por 48 a 32. Contra Marina, por 44 a 36. Contra Bolsonaro, vence de 47 a 33.

Lula vê sua rejeição cair e a dos opositores crescer

Apesar de todos os esforços para desqualificar Lula e impedir que ele seja candidato à presidência, a rejeição a seu nome caiu de 46% para 42%.

A de seus adversários, por outro lado, cresceu. A de Doria, de 20% para 25%. A de Bolsonaro, de 30% para 33%, à frente de Alckmin (31%), Rodrigo Maia (30%), Ciro Gomes (27%), Marina (26%) e Henrique Meirelles (25%).

A notícia chega dias depois do levantamento FSBInfluênciaPresidenciáveis apontar que Lula é o virtual presidenciável mais influente nas redes sociais no último mês, seguido por Bolsonaro e Doria.

Alavancado pela caravana Lula pelo Brasil, que mostrou o legado e os resultados palpáveis dos governos petistas nos estados do Nordeste, o ex-presidente conseguiu 34,6% do total de interações entre os 17 possíveis candidatos estudados.

Em todos os cenários previstos pelo Datafolha, fica clara a preferência dos trabalhadores e trabalhadoras, que reconhecem o trabalho e a honestidade de quem mais fez pelos que mais precisam e que pode voltar a fazer.

Nem os ataques políticos e midiáticos diários conseguem ocultar o que o povo sente na pele: a diferença entre quem governa com o coração e os olhos voltados para as pessoas e um grupo de golpistas que atacam nossas conquistas e direitos diariamente.

Fonte: PT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*